Arquivo da categoria ‘Diversos’

Noite de estreia para o Cinema Sergipano

Publicado: 8 de abril de 2011 em Diversos

“Xandrilá não é um projeto meu, do Isaac Dourado ou do Arthur Pinto. O filme carrega o nome do nosso Estado e é a prova de que Sergipe é um lugar propício para o cinema”, declarou André Aragão, diretor do curta lançado em grande estilo na noite da última quarta-feira. Diante de uma plateia numerosa, que lotou o Teatro Tiradentes, André falou do desafio que foi tocar o projeto e da satisfação ao constatar o resultado de tanto trabalho.

A ideia da realização do filme surgiu em setembro do ano passado, a partir da leitura do conto homônimo de Isaac Dourado, que decidiu dar vida a um dos seus personagens (Peper) e convidou a atriz e modelo Huana Paula para contracenar ao seu lado, no papel da atrevida Renata. A cantora Antônia Amorosa e o apresentador Bareta também participaram da produção.

Em pouco tempo, o conto transformou-se em roteiro cinematográfico pelas mãos de Cibele Nogueira e de André Aragão. A cantora Patrícia Polayne somou-se ao projeto e assinou a trilha sonora do filme, que contou ainda com músicas da banda sergipana Karne Krua. A fotografia ficou a cargo de Arthur Pinto, e as produtoras sergipanas SeteNove e Gonara Filmes tocaram o projeto, que também teve o apoio do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira | Programa Olhar Brasil.

Antes da exibição do curta, Isaac Dourado apresentou algumas manchetes de jornal relativas a estupros, assassinatos e fraudes. Ele falou sobre como aquela realidade, tão frequente nos noticiários, serviu de base para a construção do filme. Dourado também criticou a falta de espaço na mídia para temas ligados à arte, à cultura, ao cinema. “Pra que ser artista, pra que fazer cinema se as manchetes dos jornais são sempre as mesmas?”, questionou.

Apresentações da cantora Patrícia Polayne e da banda Karne Krua também marcaram a noite de estreia. Antes de subir ao placo, Patrícia falou sobre a oportunidade de trabalhar junto com a equipe do filme. “Compor para o cinema é gostoso, porque se trabalha com a fantasia, com o imaginário. Xandrilá veio para quebrar tabus, e eu desejo muita sorte para o filme, porque eu acredito que ele vai marcar o cinema sergipano”, afirmou a cantora.

André Aragão e sua equipe apostaram num projeto ousado e tiveram bastante sucesso na produção do curta. O diretor acertou também ao afirmar, antes da exibição de Xandrilá, que “Sergipe é cultura, e Sergipe também é cinema”. Algo que pôde ser comprovado a partir da participação do público durante o lançamento do filme, que foi aplaudido com euforia ao final de sua apresentação.

por Chris Matos | fotos: Marcos Daniel

Anúncios

Mas o que é esse Xandrilá?!?!?

Publicado: 4 de abril de 2011 em Diversos

“Assistam o filme e vocês vão descobrir o que é o Xandrilá”

Últimas palavras da produção.

 

Para mais informações:

http://www.xandrila.blogspot.com/

“Tião e Lenardo Lacca em 1 minuto”

Publicado: 2 de abril de 2011 em Diversos

 

Tião e Leonardo Lacca são membros da produtora Pernambucana Trincheira Filmes e assinam a produção de curta-metragens como: “Décimo Segundo”, “Eisenstein” e “Muro” (premiado com o Regard Neuf, em Cannes).

Eles estiveram presentes no chá de cadeira promovido pelo Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira em março, em comemoração ao aniversário de Aracaju, e o Kipá aproveitou para puxar uma conversar sobre cinema e cultura.

Para conhecer mais sobre a Trincheira Filmes:

http://www.trincheirafilmes.com/

…Filmes                       cineolho                        educação                      Glauber!

textos               terra em transe             mensal,            narrativa           cultura/arte

cineclube??       …pessoas…                    SESC                  …         política, arte, prazer!

Plongé           ..enquadramento….                                 Foco

espaço livre.

Não é um quebra-cabeças técnico. É discutir a temática, a narrativa, o conteúdo, as possibilidades metodológicas com quem estiver interessado. Esse é um dos fundamentos que leva o novo projeto do SESC Sergipe (unidade centro): um grupo de estudos em cinema brasileiro composto por estudantes, professores, realizadores, interessados, curiosos… pessoas que se encontram uma vez por mês pelo prazer de compartilhar idéias, discutir, ler textos, fundamentar conceitos e assistir muitos filmes brasileiros.

O projeto lembra até certo ponto um tipo de proposta cineclubista: exibição de filme seguida de uma discussão. Porém, como um grupo de estudos aberto, a idéia é buscar enriquecê-lo e ampliá-lo com as idéias e opiniões de quem estiver fazendo parte. Tudo de maneira que se torne o mais confortável possível para quem estiver participando. Está feito o convite mais uma vez.

O QUE É: GRUPO DE ESTUDOS EM CINEMA

ONDE: SESC CENTRO

ENTRADA: GRATUITA E ABERTA PARA PÚBLICO DE TODAS AS IDADES

QUANDO: TODAS AS ÚLTIMAS TERÇAS-FEIRAS DO MÊS (MENSAL)

PROXIMA EXIBIÇÃO: 26 DE ABRIL

O grupo de estudos em cinema brasileiro é parte do projeto CINEOLHO, um programa de atividades, coordenadas pelo setor de audiovisual do SESC, que buscam (através de mesas temáticas, oficinas, exibições e outros) fortalecer e amadurecer o olhar do público para o cinema voltado à educação.

Para saber mais sobre SESC Sergipe e o PROJETO CINE OLHO:

http://www.sesc-se.com.br/

Para uma busca mais profunda sobre instituições que atuam dentro no cinema e audiovisual, o site do KIPA disponibiliza uma lista de referência:

https://audiovisualkipa.wordpress.com/link-uteis/

Por Marcel Magalhães

O Audiovisual em 2011

Publicado: 12 de janeiro de 2011 em Diversos

Boa Noite a todos,

 

Informamos que hoje pela manhã, 11/01/2011, uma comissão representando estudantes e realizadores do audiovisual, formada por Anderson Bruno, presidente da ABD/SE, Marcel Magalhães e Baruch Blumberg deu o primeiro passo em direção ao desenvolvimento programado do audiovisual local para este ano, ao se reunir com o presidente da Fundação de Cultura, Turismo e Esportes de Aracaju, Sr. Waldoilson Leite, para tratar de demandas relativas ao bom funcionamento do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira. Apresentamos uma programação mínima para o funcionamento do NPD Orlando Vieira nos meses dejaneiro, fevereiro e março, meses de férias nas redes públicas de ensino municipal, estadual e federal. De acordo com o presidente da Funcaju, todas as pautas levadas são válidas e necessárias, além disso, ele garantiu as suas realizações dentro do colocado pela comissão, alertou apenas que qualquer contratação e realização só serão possíveis após o dia 24/01. O presidente ainda salientou  o quanto a Funcaju se importa com o Audiovisual, e que o NPD Orlando Vieira é a menina dos olhos do prefeito Edvaldo Nogueira.

 

Apesar de o presidente ter concordado com as demandas e ser o ordenador de despesas, ele nos redirecionou para a coordenação do NPD Orlando Vieira para que estas fossem tratadas através do Núcleo. Com isso, convidamos todos os alunos, realizadores e demais interessados no audiovisual, a relizarmos um planejamento coletivo e participativo da programação do NPD Orlando Vieira para todo o ano de 2011.

 

Amanhã, encaminharemos ofício ao NPD solicitando reunião para o dia 14 de janeiro, sexta-feira às 11h,conforme indicativo da própria presidência da Funcaju.

 

Por fim, informamos que as deliberações geradas nesta reunião de sexta-feira dia 14 de janeiro, serão encaminhadas para a Funcaju,  Prefeitura de Aracaju, como também distribuídas por e-mail a fim de mantermos a transparência e ampla divulgação desta discussão coletiva sobre o uso dos recursos públicos no setor audiovisual.

 

Audiovisual pensando Audiovisual !

 

Anderson Bruno

Presidente da ABD/SE

Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas, secção Sergipe


 

O Kipá se prepara para mais uma produção audiovisual e convida a todos que participarão da festa Derrota Fantasy para construir esse projeto junto com a gente

É bem simples. Durante a Derrota, a equipe do Kipá estará coletando vídeos feitos por meio de celulares ou câmeras digitais que contenham registros dos melhores momentos da festa. Qualquer pessoa que estiver por lá pode participar, e pra isso basta levar o cartão de memória com o vídeo até o stand do Kipá ou enviá-lo depois pelo youtube para o email audiovisual.kipa@gmail.com.

Os 10 melhores vídeos farão parte do documentário “A minha Derrota” e os seus autores serão premiados com ingressos para o Coverama em 2011.

 

Segue abaixo o regimento para quem quiser participar do projeto:

 

“A minha derrota”

Documentário colaborativo sobre a Derrota Fantasy

 

– Podem participar pessoas de qualquer idade

– Os vídeos podem ser filmados com celulares e/ou câmeras fotográficas

– Não serão utilizadas no documentário imagens que contenham: sexo, violência, preconceito e situações constrangedoras

– No dia do evento o Kipá irá disponibilizar espaço para a coleta dos vídeos

– Os vídeos poderão ser enviados via youtube (link) para o email do Kipá (audiovisual.kipa@gmail.com) até a sexta-feira, 17 de dezembro de 2010.

– Dentre os vídeos enviados, serão selecionados 10 para ganharem os ingressos pro Coverama

– A pessoa que enviar mais vídeos (produzidos por amigos também vale, desde que cite o primeiro autor) irá concorrer à camisa do derrota autografada pelas bandas

– Os autores dos vídeos enviados concordam com esse regimento automaticamente ao se inscreverem

– Casos omissos serão resolvidos pela equipe de produção do documentário